Pesquise artigos do blog:

terça-feira, 10 de maio de 2011

JESUS, O HOMEM. COMO AS MULHERES O VIAM?

JESUS, O HOMEM. COMO AS MULHERES O VIAM?


           
            Me pego por vezes pensando de como Jesus era visto pelas mulheres. Vou tentar em poucas palavras falar (em minha frágil e feminina opinião) de como as mulheres viam o homem Jesus, Jesus o homem e como homem. O Jesus que aceitava o perfume de prostitutas, e tinha seu ministério mantido por mulheres.
            Assim eu viria Jesus: um homem como os todos os outros homens de sua época, comum, dizendo ser o enviado, o messias, assim como tantos outros antes Dele também o fizeram. Mas Jesus tinha um diferencial, ele exalava um diferencial... As mulheres sentiam este diferencial, Jesus sendo o segundo Adão e não sendo concebido de semente corruptível (semente do homem, pois fora concebido pelo Espírito Santo) exalava uma masculinidade ímpar.  Exalava a masculinidade na sua forma mais perfeita e assim como Adão foi o primeiro e mais lindo, ou seja, em sua masculinidade perfeita antes da queda, assim também era Jesus, que por onde passava, exalava esta masculinidade. Um doce e embriagador cheiro que só as mulheres podiam sentir e perceber... Assim eu vejo Jesus homem, a Perfeita essência da masculinidade.
            Ao lavar os pés de Jesus com perfume e secar com os cabelos a prostituta (seria mesmo ela uma prostituta?) demonstrava gratidão, mas vale ressaltar que este gesto na época, era um convite ao ato sexual. Indo um pouco além, quem sabe ela querendo demonstrar o quão grata ela era, ofereceu o que ela tinha de melhor, um perfume muito caro e quem sabe, seu corpo? Pois era o que ela tinha de melhor... Quem sabe ela não desejou também como talvez outras mulheres desejaram, conhecer aquele misterioso e embriagante cheiro da Perfeita essência da masculinidade que Jesus homem exalava? Quem saberá?

Anja_Arcanja


Licença Creative Commons
JESUS, O HOMEM. COMO AS MULHERES O VIAM? de Rozana Anja_Arcanja é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Brasil.
Based on a work at omundodaanja.blogspot.com.

6 comentários:

Pr. Cesar disse...

Eu tbm tenho esses momentos de ficar pensando sobre os bastidores da vida de Jesus...
levantar conjecturas faz bem pra chegarmos a verdade....

RODRIGO PHANARDZIS ANCORA DA LUZ disse...

Interessante a análise que fez do episódio da suposta prostituta que enchugou os pés de Yeshua com seus cabelos.

Levando em conta o texto, a cena significaria um sinal de arrependimento. Ou seja, uma mulher que levou uma vida errante, ao ter encontrado o Salvador de sua vida, oferece-lhe o seu corpo. Aquilo que antes era instrumento de ganhos ilícitois ou de um prazer pecaminoso com vários homens, torna-se então membro de um homem só - do Messias.

Diante daquele ato, o insensível fariseu que estava à mesa com Jesus não percebeu que ela estava entregando o seu coração ao Evangelho do Senhor, recebendo ali o enviado de Deus. Porém, o que o anfitrião, um religioso, fez ali foi entregar muito menos de si, oferecendo tão somente um almoço sem uma hospitalidade calorosa. Daí a parábola contada sobre o homem que devia mais e o que devia menos ao credor.

RODRIGO PHANARDZIS ANCORA DA LUZ disse...

Agora comentando resto do texto, ele leva em conta a verão canônica e oficial sobre Jesus, considerado aí um ser perfeito, o "segundo Adão". Eu, todavia, vejo mais Jesus como uma consciência em evolução do que como um ser divino acima de todos nós. Vejo-o como o nosso gêmeo, pensando em sua pessoa como alguém profundamente humano que, inclusive, tinha sexualidade e não a ignorava. Alguém que, possivelmente, tenha tido até esposa ou quem sabe filhos. E nem descarto a ideia de que Jesus tenha se tornado amante de várias mulheres. Até porque, naquela época de machismo, elas deveriam ser bem mal amadas e acho que isto justifique ter um amante que ao mesmo tempo satisfaz a várias mulheres.

Guiomar Barba disse...

Eu penso que Jesus passando tão pouco tempo aqui na terra e conhecendo as dores tão profundas que afligia as multidões, Ele dedicou todo seu ser a tarefa de amenizar a dor das pessoas.

Creio também que aquela mulher que ungiu os seus pés, naquele momento estava tão além das carências físicas, diante de um homem que via muito mais que um corpo, que ela dedicou todo O seu ser a absorver o que seus gestos e palavras poderiam gotejar na sua alma naquele instante. Ela que havia sido atormentada por espíritos maus, experimentou uma paz nunca sentida antes.

Um homem de muitas amantes, mesmo em uma cultura propícia, com certeza não seria um referencial para uma mulher acostumada a vender seu corpo a homens inescrupulosos.

Eu creio que Jesus tocava a alma apenas. Era realmente o que fazia-se necessário em meio a um povo marcado por tantas dores.

Beijo.

Anja_Arcanja disse...

Guiomar grata por sua ressonância!

Mas será mesmo que em um lugar onde as mulheres eram trocadas por cabra, não tinham respeitadas suas vontades um HOMEM como Jesus não despertaria desejos e paixões? Afinal, Ele era diferente... e as mulheres daquela época não diferem em nada de nós no sentido olfativo, ou seja, o cheiro atrai! E eu penso que Jesus devia exalar um cheiro singular de sua masculinidade. Falo de quimiotaxia. E ao mesmo tempo pergunto-te: E SE JESUS TIVESSE MANTIDO RELAÇÃO SEXUAL COM ELA? em que isto poderia atrapalhar seu ministério? Afinal sendo homem, ele sentia o mesmo que todos os homens!

Beijo,

Anja

Anja_Arcanja disse...

Rodrigo, querido, grata...

Quando digo 2° Adão faço referencia a humanidade antes da queda, ou melhor, sem mácula, uma vez que não creio em Adão descrito em gênesis, não creio em serpente, etc etc...

Mas seguindo a máxima do cordeiro que para ser imolado não poderia ter uma manchinha sequer... jesus exalava a perfeita essência da masculinidade... uiii até deu um tremorzinho aqui rsrsrs

Bjux

Anja

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...