Pesquise artigos do blog:

terça-feira, 26 de julho de 2011

Um Evangelho A Favor Dos Homossexuais (By Leandro Barbosa)



Estes dias eu e minha esposa estávamos no shopping para pagar algumas contas, e logo que cumprimos com nossos deveres, saímos há passear um pouco pela praça de alimentação. Enquanto caminhávamos tranqüilamente pelo corredor que seguia próximo as mesas, um comentário de uma pessoa me chamou a atenção. Havia em um restaurante ao qual estávamos próximos uma pessoa recepcionando os clientes que era transexual. O comentário que ouvi era referente a este transexual, que estava ali a trabalhar ganhando o seu pão de forma honesta. A pessoa havia comentado que achava errado colocarem um transexual a recepcionar pessoas em um restaurante. Aquele comentário me causou um desconforto muito grande, pois logo percebi que as pessoas em seu preconceito conseguem aceitar um transexual em uma esquina se prostituindo, mas não aceitam um transexual trabalhando em um shopping.

Criamos conceitos de mundo perfeito, moldamos o mundo a nosso gosto, e quando percebemos uma imperfeição logo queremos de alguma forma eliminá-la por não estar de acordo com nossos conceitos e crenças. Não quero questionar o fato de concordar ou não com a homossexualidade, mas sim o direito de este indivíduo de ser homossexual. Assim como eu defendo a prerrogativa do direito que tenho de possuir as minhas crenças, porque quando se trata de outras pessoas que tem crenças, religião, costumes ou sexualidade diferente da minha, eu me posiciono de forma a criticar e até por vezes até agredir?

Tenho visto uma avalanche de imbecis evangélicos pela internet a criticarem os homossexuais por lutarem por seus direitos como cidadãos em uma sociedade, não percebendo que estas pessoas apenas estão tentando conseguir a dignidade de possuir os mesmos direitos e deveres de todos. Será que esta pessoa indiferente as suas praticas e escolhas sexuais não deveria ter os mesmos direitos que qualquer outra pessoa? Será que ele não poder reivindicar estes direitos quando lhe são negados? Mas não, vestimos as bandeiras de uma religião que adora dar moral de cuecas e saímos a moralizar a sociedade sendo que nossa religião se resume a esterco, dogmas e dinheiro. Não acho que a igreja deveria apoiar a pratica homossexual, mas sim teria obrigação de apoiar o homossexual na sua luta por direitos.

Quando se trata de humanidade deveríamos ser mais parecidos com Cristo e não olhar o que julgamos como pecado, mas sim perceber aquele ser humano que vive e precisa viver. Temos o maior orgulho de nos cognominarmos seguidores de cristo, mas pecamos em sua maior virtude que é o amor. Se cumpríssemos verdadeiramente com nosso real chamado, para muitas das doenças sociais como igreja seriamos cura, mas ao invés disso sofremos e somos castigados com a pior delas, a que se chama preconceito. Não preciso ser gay para aceitar e respeitar os homossexuais, mas acredito que aqueles que os perseguem talvez sejam mais gays que os próprios homossexuais. Penso que estes encontram na imagem do homossexual algo que desejam e detestam ao mesmo tempo. Se duvidarem do que falo é só procurar mais um pouco sobre o caso do pastor Ted Haggard, grande ativista anti-gay americano.

Leandro Barbosa

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...