Pesquise artigos do blog:

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Estupradores Da Fé... (By Leandro Barbosa)


Todos os dias observo comentários e observações medíocres de gente parasita e covarde que usa a religião, em especial a "evangélica" para justificar os erros e encontrar sentido para uma vida sem propósito. Entre estes há muitos que não conheço pessoalmente, mas também conheço a muitos, e o que me surpreende é a similaridade das mesmas ladainhas cansativas e repetitivas.

Gente que se deleita na construção de um sistema legalista falido, trocando sempre as peças humanas de reposição, criando novos líderes a molde de uma matriz corrupta, com intuito de sustentar o "maravilhoso mundo de Bob" no qual estão inseridos. Estes que se negam a viver a realidade da vida sonegando suas agruras, encontram na igreja uma forma de não trabalhar, estudar e assumir responsabilidades. São covardes, puxa-sacos, indicados ao ministério por pais, avós ou padrinhos da "fé". Venderam sua alma em troca do poder ilusório, prostituiram a sua Inocência de criança, obtiveram prazer no abuso, e outros que em certo momento foram estuprados, hoje a molde de seus mentores são os estupradores.

Criam sistemas de regras, que se tais buscarem um sentido real poderão entender que a maior convicção que alcançaram, é que o que fazem simplesmente, é explicado pelo fato de que o fazem por fazer, em suma: eles mesmos não tem sentido em suas ações, são apenas movidos por uma necessidade de manter controle do sistema, amortecendo a consciência e fundamentalizando a bíblia, usando-se de versículos bíblicos fora de contexto.

Todas estas ações são premeditadas por mentes maquiavélicas e doentes dos estupradores da fé, condicionando os novos adeptos sobrecarregados de culpa com uma radicalidade extrema, comparada a usada por adestradores de cães, com isso tirando dos mesmos os resquícios de humanidade. Aproveitando-se da culpa sentida por estes miseráveis, seus adestradores criam um sistema de regra e redenção, onde a redenção esta sujeita a regra. A sede destes adoecidos e “malogrados” é tão extrema, que o sonho chega a ter um administrador da nação nos moldes das suas patologias. Elegem seu candidato e focam no mesmo as suas expectativas sórdidas, com um doido desejo de suprimir tudo o que julgam incorreto na ótica de sua crença.

Quando falamos de evangélicos no poder, me pego a meditar no que seria feito com católicos, mulçumanos, budistas e homossexuais de nosso país se vivêssemos uma ditadura evangélica. Imaginem se tais tivessem o poder de decisão por estas massas?  O que posso dizer sobre esta visão apocalíptica, é que só posso Imaginar ruas e vielas abarrotadas com exibições de empalamentos e decapitações, iluminadas poeticamente por fogueiras humanas, em um “remake” grotesco da inquisição católica.

Por coisas assim, digo que me nego a participar deste circo, e muito mais em eleger um presidente, ou político de qualquer ordem que carregue esta bandeira suja de esterco, pois assumi o dever de viver uma fé integrada com a realidade, negando-me o sonegar a responsabilidade que tenho com meus semelhantes, e por minhas convicções em relação a Deus, sei que tenho um compromisso especial com os “diferentes”, digo: aqueles que não possuem as mesmas convicções que as minhas. Temos de dar um basta para este pseudo evangelho de segregação, e entender que a verdadeira Igreja é aquela que se faz voz para aqueles que não podem falar.

Leandro Barbosa

Um comentário:

Márcio Mendes disse...

Precisamos de óleo de peroba pra ungir esses malandros!

Na graça que é de graça!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...