Pesquise artigos do blog:

sábado, 27 de agosto de 2011

UM ENCONTRO COM O DEUS DA GRAÇA (By João David)



Amor incondicional, irretribuível, imerecido e irresistível. Deus nos ama apaixonadamente, nós a humanidade confusa e perdida, como um amante que ama e perdoa a infiel raça humana que sempre o trai.

Muitos "cristãos" vivem como se fosse a sua disciplina pessoal e sua auto-negação os formadores do perfeito eu. Nossa batalha para impressionar a Deus, nossa luta por méritos de estrelas douradas, por tentar consertar nós mesmos ao mesmo tempo em que escondemos nossas mesquinharias e chafurdamos na culpa são repugnantes para Deus e uma negação aberta ao evangelho da graça.

" Justificação pela graça mediante a fé" - Deus nos ama não por qualquer mérito nosso, mas pela sua bondade. Tivemos o nosso relacionamento restaurado com Deus através da vida, da morte e da ressurreição do seu amado Filho .

Jesus veio para marginalizados, sem-teto, executivos, pecadores, super astros, drogados, prostitutas, fiscais de impostos, vítimas de aids ou de câncer, para mim e para voçê.

Temos o poder de crer quando outros negam, de ter esperança quando outros desesperam, de amar quando outros ferem. Voçê pode ser inseguro, inadequado, confuso ou barrigudo. A morte, o pânico, a depressão e a desilusão podem estar por perto. Mas você é aceito, amado profundamente por Jesus Cristo e sem fazer absolutamente nada para conseguir ou merecer.

Paulo escreve "Então, ele me disse A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois mais me gloriarei nas fraquezas para que sobre mim repouse o poder de Cristo. (2 Co 12:9).O evangelho da graça nos chama a cantarmos a cada dia o mistério corriqueiro da intimidade com Deus em vez de busca por milagres, visões, línguas esquisitas, macumbas "santas".

Ele nos chama a apaixonar-se, falar a verdade, criar um filho, dar uma aula, perdoar uns aos outros depois de nos ferirmos uns aos outros, permanecermos juntos nos momentos difíceis, na surpresa e no esplendor da existência.

A mim foi dada a inteiramente imerecida dádiva da salvação em Jesus Cristo. não por mérito meu, foi-me concedido um convite genuíno para beber vinho novo eternamente no banquete de casamento no reino de Deus.

Não sou nada mais do que um pecador salvo pela graça. A pergunta do evangelho da graça é esta "Quem nos separará do amor de Cristo?" Você tem medo de quê? Sua fraqueza De seus pecados, De suas inadequações a vida? De sua pobreza interior Da solidão? Da morte? De satanás?.

Nada poderá nos separar do amor de Deus que está em Jesus Cristo nosso Senhor. Todo o restante passa, mas o amor de Cristo é o mesmo ontem, hoje e eternamente, a fé se tornará visão, a esperança possessão, mas o amor de Jesus Cristo que é mais forte que a morte, permanece para todo o sempre.

Aleluia, amém. Ora vem senhor da graça.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...