Pesquise artigos do blog:

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

O poeta e o poeta da vida


O poeta e o poeta da vida


O poeta e o poeta da vida, dois poetas, duas almas.

Poesias ambos fazem, mas diferem dentro de si.
O poeta compõe poesias com sua alma, emoção.
Entrega-se as suas emoção, nuances de sua mente.
Traduz-nos com maestria seus sentimentos, seu coração.
Alma, sentimento, razão, rimas... Enfim, uma composição.

Enquanto o poeta da vida... Simplesmente vive...

O poeta da vida vive sua poesia... Isto é, sua vida é uma poesia!

Poemas e poesias vêm igualmente de sua alma, mas é sua vida!
Orações, pensamentos, enfim, ele em si já é uma poesia.
Entrega-se não a seus sonhos, mas compõe sua vida, a poesia,
Tudo em si, é poesia, mesmo que seja ruim esta vida, é sua poesia.
transforma na mais bela das poesias, mesmo que seja um mendigo,

Da árvore faz poesia, de uma borboleta, poesia, de tudo, arranca
A melhor e mais bela poesia. Mesmo que a vida não seja bela,

Vida sofrida e amargurada, mas ele vive sua poesia, sempre livre.
Inda que sofrida, sua vida... um poema, vida poesia, a mais bela.
Da alma, do coração, da vida... Um eterno poema.
Assim vive o poeta da vida! Sua vida, sua mais bela poesia.

Anderson Luiz de Souza

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...