Pesquise artigos do blog:

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Sexo não é pecado, pecado é não fazer sexo!


Sexo não é pecado, pecado é não fazer sexo!

Eu ia escrever um texto sobre este assunto, mas como meu esposo publicou este texto de Marcio Alves, um amigo nosso, e bate exatamente com nossos pensamentos, vou publica-lo aqui também, porém não descartando o texto que estarei postando em breve, um texto meu com algumas experiencias (ou talvez não), mas a intensão é mostrar que o sexo mesmo fora do casamento, não é pecado! Pecado é não fazer sexo! Eu faço e faço muito e você?


Dizem que a fruta do pecado é a maçã, mas não acredito, pois a maçã é muito sem graça, algumas pessoas para comer a maçã, tiram primeiro a casca, por isso eu acredito ser o caqui, pois é o caqui comido com casca e tudo, até se lambuzar.

Dizem que o sexo é do demônio, mais que demônio mais inteligente e gentil, nos deu um dos maiores prazeres da vida. Deve ser por isso que o voto de castidade foi imposto aos religiosos. Sexo só se for para procriação e sem prazer viu! Senão vai para o inferno, dizem os religiosos.
Só uma pergunta: No inferno vai ter sexo? Pois se tiver eu quero ir para lá! Oh! Que inferno infernal mais gostoso deve ser este!

Dizem também que quem faz sexo antes do casamento, comete fornicação e os fornicadores não entraram no reino dos céus.
Se assim for, eu é que não quero ir, pois um lugar que para você poder entrar tem que primeiro se abster do prazer, deve ser sem graça e um desprazer.

Dizem ainda que Deus abomina o sexo antes do casamento, que está nos vigiando com o seu grande olho, e que ninguém escapa, porque para onde se vai, Deus está lá, pois é onipresente.

Se Deus for assim, deve-ser então um grande "estraga prazeres" mesmo, pois proibir aquilo que Ele mesmo colocou em nós, só pode ser por pura maldade.

Dizem que Deus só permitiu depois de estar casado, mas Ele se esqueceu que muitos só podem se casar, depois de muito tempo, e é no tempo da juventude que se tem os hormônios a flor da pele.
Jovens explodindo por dentro, cheio de desejos libidinosos, como um vulcão que esta prestes a entrar em erupção.
E o pior é que não pode nem se masturbar!

Dizem que Deus tem uma “estratégia” para aliviar esse sofrimento – pois o desejo sexual é tão intenso que chega a causar dor de tanta tensão e, é incontrolável, levando o jovem a pensar nisso a todo o momento – utilizando o sono, ele concede ao jovem fiel, que não se masturbou ou transou, sonhar com lindas e sensuais mulheres, fazendo amor com elas, ai eles acordam todo melado, sentido que foi real com o desejo mais aflorado, e o gostinho de quero mais.

Pergunto: Masturbar-se é pecado? Pois assim afirmam os beatos, porque ninguém se masturba pensando em placa de caminhão, mas na sua vizinha que é muito gostosa. Então quer dizer que se masturbar se valendo da imagem sensual e fantasiosa de uma mulher não pode, mas agora ter sonhos sexuais com essas mesmas imagens de mulheres sensuais pode, e foi Deus quem concedeu, mas proibiu a masturbação?

A não, assim não dá, não pode fazer sexo quando se é jovem, na melhor e mais intensa idade para sexo, só pode fazer depois que se casar, e ainda não poder se masturbar?!

Prefiro não ir para o céu, prefiro não ser religioso, prefiro não servir a Deus dentro desta concepção.
Alias! Que Deus mais sem graça este, o da religião cristã, tanto católica quando evangélica pintam!
Pois para você conhecer uma pessoa, basta saber o que ela pensa sobre Deus e religião, pois Deus é o retrato de cada pessoa.
Eu fico pensando que esse Deus dos cristãos, é um Deus "sadomasoquista", pois cria uma coisa para depois proibí – la.
É um Deus castrador de prazeres.

E os seus seguidores, são muito estranhos, pois vive uma vida de hipocrisia, diante dos outros falam mal, dizem que não pode, mas quando ninguém vê, o jovenzinho se masturba pensando na jovem sua irmã de igreja e companheira de conjunto de jovens.

São tão estranhos, que só prometem a Deus coisas horríveis como se Deus tivesse prazer no nosso desprazer.
Fazem votos de castidades, prometem não se masturbarem, tentando se abster da pornografia, mas no seu interior vivem com lascívia, com os mais fortes e profundos e proibidos desejos. Proibidos para ele, e para o deus da sua imaginação.

Pergunto-me: Por que não fazem promessas de fazerem muito sexo com quem se ama? Se dar prazer, isto deve honrar muito mais a Deus, pois estamos tendo prazer com aquilo que fomos feito para ser.

Pecado de verdade é não se respeitar, e desrespeitar o outro, fazendo sexo com um e outro, numa espécie de bestialização, sem sentimentos e valor pelo outro, vendo como um simples objeto sexual descartável.

Pecado é ferir o outro, usando-o como objeto sexual, sem se importar com os sentimentos do parceiro.
Pecado é se reprimir, mentir para si, odiar a si quando se é o que se é, e, o que não dá para não ser, deixando de ser, pois somos o que fomos feitos para ser, seres sexuais desejantes.

Mas sexo com quem se ama, independente de se estar casado, separado ou solteiro, é uma das grandes expressões da vida.

Sexo é vida, fazendo sexo estamos valorizando e desfrutando da vida que Deus nos deu.

Sexo não é pecado, pecado é não fazer sexo!


Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém.


Marcio Alves 
Um outro evangelho


In nomine Patris et Filii et Spíritus Sancti














2 comentários:

revmoura@comcast.net disse...

Profundamente infeliz, como tudo que não tem base bíblica, é a afirmação do final do seu post, a qual transcrevo "...Mas sexo com quem se ama, independente de se estar casado, separado ou solteiro, é uma das grandes expressões da vida..."
Rev. Moura Gonçalves
revmoura@comcast.net

Anônimo disse...

Li o blog, e de facto dá que pensar. Mas há uma questão que gostava que me ajudasse: a Bíblia foi escrita para quê? e porquê?
Sim, o sexo é prazeroso, mas infelizmente a sociedade crê que é melhor dar umas quecas com alguém saudável durante um tempo, mas quando a coisa começa a ficar séria, saltam fora, não querem chatices, não querem compromissos. Um deles fica magoado, e depois no próximo relacionamento já pensa melhor, se neste próximo n der, vai para outro, e nesse as coisas tb não dão porque o outro só pensa em sexo. E assim sucessivamente. Temos de ser sinceros, enquanto o ser humano não parar para pensar no que realmente quer para a sua vida, as coisas vão permanecer iguais, ele vai sempre deixar-se levar pela corrente, pois vai ser bombardeado com informação, e com inúmeras dúvidas do que será melhor. Eu acho que a sociedade manipula mto bem as mentes dos jovens. Tudo por ser uma estratégia de marketing: o uso do sexo para vender. O empresário sabe do que a sociedade gosta, então usa isso para lucrar: vender um perfume, uma roupa interior, etc etc. Portanto,com esta informação toda,é óbvio que o jovem fica com os “hormônios à flor da pele”, pudera, ele ainda por cima é provocado!!! Isto tem tudo a ver com a emancipação da mulher, que se tornou mais sedutora; com o cruzamento de modas, de culturas, etc etc. Então, quando isto acontece é de se esperar que haja adeptos da sua teoria (Anja).
Cada um faz do seu corpo o que quer, ninguém tem nada a ver c isso. Ninguém tem nada a ver com a sua intimidade, isso é seu, e deve ser respeitado. Tanto isto, como a crença de cada um.
Deus criou leis, e uma delas é e seria ter sexo depois do casamento, E porque será? Não será que ele conhece bem aquilo que criou, ao ponto de achar que se fosse melhor sexo antes do casamento, o ser humano não se iría descontrolar? Não iría de facto desrespeitar o outro, usando-o para seu próprio prazer, uma vez que sabe que é bom e tem os benefícios que tem? E depois há outra coisa, há pessoas que pensam que experimentando vão saber se o sexo é bom ou não com essa pessoa, se não for bom, então já não querem nada com ela, nem sequer casar. Mas esquecemos que amar alguém tem o seu sacrifício, tem de haver provas. Se colocarmos em primeiro lugar emoções, nunca saberemos se o outro ama de verdade, porque está tão concentrado no que o sexo lhe proporciona que esquece do outro. Depende de muita coisa, desde diferente culturas, de diferentes educações, etc etc.
Deus criou o sexo para ser prazeroso sim, para ser disfrutado e gozado a dois, e não banalizado, como o faz a pornografia. Isto confunde o jovem que aponta a mulher como um objecto, como alguém que não merece respeito.
Depois do casamento há uma eternidade para fazer, porque não esperar? Será assim tão difícil? E será que as pessoas querem mesmo esperar? Ou será porque a idade passa, elas têm medo de continuar a xuxar no dedo? Ou então não querem ficar para trás! Cada um faz como quer e deve, desde que depois não se arrependa e não ande por ai a chorar. E quando fala daqueles que chama de cristãos está também a falar mal deles com a sua opinião.
Somos seres humanos com necessidades, mas se uma dessas necessidade é provocada, atiçada, excitada, é claro que vai pegar fogo!! Se todos pensarem como a Anja, acho que a coisa vai descarrilar, como infelizmente tem descarrilado! Para tudo tem de haver um equilíbrio, nada pode ser em exagero!
Se tudo fosse tão para nosso prazer, então o mundo estava de pernas para o ar!!! Não havia leis, não havia auto-domínio, não havia nada!! Éramos autênticos animais de sexo!
Por fim, concordo quando fala que pecar é desrepeitar o outro, “fazendo sexo com um e outro…sem sentimentos e valor pelo o outro, vendo como um simples objecto sexual descartável”.
Devo dizer que gosto da sua iniciativa porque incita outros a fazerem os seus comentários, e leva à meditação, e creio que a Anja tem boas intenções. No entanto acho que devia parar para pensar que há outras culturas, e que pode ferir susceptibilidades.

Abraço

Sandra

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...