Pesquise artigos do blog:

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Em meu lugar o que (não) faria Jesus



Em meu lugar o que (não) faria Jesus
Em meu lugar o que (não) faria Jesus? Esse é um título parecido com -- já --quase outros títulos de livros questionando o comportamento humano --e desumano--. Numa inversão de comportamento (posições) tendo como base a igreja tão cosmopolita de erros e acertos. Acertos? E principalmente o meu relacionamento subjetivo com Jesus e o subproduto do que sobrou de Evangelho.

Então resolvi enumerar, disse enumerar e não remunerar, alguns "pastores" creio eu, que já aceleraram vossos corações nessa confusão ortográfica; enumerar não é remunerar. Se não estiver equivocado!

O que Jesus Faria em meu lugar? Vamos ao que interessa!

1 - Com certeza estaria meio que perdido em meio a tantas denominações, todas se autoproclamando a detentora da chave dos céus, ou seja, roubaram a chave de São Pedro.

2 - Pediria com a máxima urgência a sua carta de desligamento de sua instituição financeira, desculpe, errei, instituição religiosa.

3 - Com certeza oraria com mais avidez e amiúde.

4 - Não ligaria a sua televisão, em hipótese alguma, aos sábados pela manha, e muito menos pelas madrugadas adentro para não assistir os maiores programas humorísticos e de beisteirol dos últimos tempos na televisão brasileira. Poderia até ver BBB11! Mais RR Soares, Valdomiro, Silas, Macedo, Paulo Cesar Brito, Hernandes Dias, Paulo Lockmam--esqueci algum?-- com absoluta convicção ele não assistiria, e pior não acreditaria quando os mesmos fossem anunciados como programas evangélicos. Tudo isso se estivesse em meu lugar...

5 - Jesus andaria pelos guetos sujos do submundo das drogas, e da droga da corrupção do meio político.

6 - Conversaria com os ex-presidiários e as prostitutas do lado obscuro das grandes metrópoles mal administradas por políticos travestidos de evangélicos e evangélicos travestidos de políticos.

7 - Estaria certo que não perderia seu tempo ouvindo testemunhos recheados de falsa emoção e "demonização" do passado, onde se percebe cada vez mais a adesão ao "evangelho " e não e verdadeira e genuína conversão já em decadência nas pobres "igrejas" decadentes. Resumindo um testemunho ridículo ao tipo: "eu bebia, eu fumava eu dançava, agora eu não fumo, eu não bebo e também não danço", transformou-se num manequim de vitrine, porém nunca um discípulo de Cristo.

8 -Em hipótese alguma perderia seu valioso e precioso tempo sentado num belo banco de uma "escola" dominical--que coisa horrível--num belo domingo de sol, praia e futebol, seria demais para sua sabedoria e inteligência, ai seria demais, me perdoe os “professores da escolinha dominical”.

9 - Jamais usaria terno de linho, principalmente no nosso maravilhoso clima Tropical.

10 - Não faria o sacrifício de perder seu tempo subindo montes pelas madrugadas, numa busca neurótica de profecias e revelação que mais parecem “profetadass" e" revelamento", e de um "pseudopoder". Jesus nunca foi chegado a um show gospel.

11 - Com certeza, em meu lugar, Jesus nunca compraria qualquer um CD dos atuais, ou das atuais estrelas do mundo musical gospel, (agora avatar no mundo pop gospel da Som Livre).

12 - E por fim, digo sem medo de errar: Jesus nunca seria evangélico e Jamais pertenceria a qualquer "ingreja” (instituição) evangélica, nem se (que) por isso fosse preciso morrer, o que provavelmente (com toda certeza), acabaria acontecendo outra vez.

Silvio Ferreira 

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...