Pesquise artigos do blog:

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Mãe quer que escola dê manual de bruxaria, e não só a Bíblia

 A bruxa Ginger e a sua filha Sybilsue  


Ginger Strivelli (foto) ficou chateada com a escola de sua filha, Sybilsue (foto), de 12 anos, por ter dado aos alunos exemplares da Bíblia fornecidos por um grupo internacional de missionários, os Gideões.

Para Ginger, a escola não deveria permitir a distribuição de textos de proselitismo religioso, mas, já que tinha autorizado nesse caso, ela reivindicou tratamento igualitário, com a oferta também de manual e livros de bruxaria.

Ela é seguidora da denominação pagã Wicca e se apresenta como bruxa. Mora em North Windy Ridge, na Carolina do Sul, Estados Unidos.

Quando Ginger foi à escola para reclamar, a direção disse que tinha por critério colocar à disposição dos alunos os livros doados por quaisquer entidades religiosas, e não só, portanto, as cristãs.

Ela voltou com livros de feitiços e encantos da Wicca, e a escola recuou – informou que não poderia aceitá-los com a desculpa de que tinha havido uma mudança do tal critério. O encontro foi tenso.

O caso repercutiu na imprensa, e o Conselho Escolar se reuniu às pressas para examinar o impasse. Em uma nota aos pais informou que tinha suspendido “as doações [aos alunos] de materiais que defendem religiões ou crenças”.

O Conselho prometeu anunciar em fevereiro uma decisão definitiva. Enquanto isso, uma pessoa de Nova Iorque disse que ia mandar para escola 500 Alcorões.

Os Gideões pediram desculpas e retiraram as Bíblias estocadas na escola em menos de 48 horas após o entrevero.


Com informação da Fox News, entre outras fontes.


Via  Paulo Lopes 

3 comentários:

Claudio Nascimento disse...

Apesar do Estado ser Laico o que predomina é a religião da maioria, ou da elite, é a velha democracia ou governo dos "Demos", ou seja aqueles que são reconhecidos como cidadãos.

Lôh disse...

O certo a fazer é:
Ou faz concessões a todas as religiões ou não faz a nenhuma.

Dá pra ver que tem discriminação e preconceito por parte do Conselho dessa escola (a maioria dos membros devem ser cristãos).

Foram muito espertos em suspender doações de materiais religiosos...

cleide Feitoza disse...

Puxa vida, tem mães que se ocupam de cada coisa. Temos crianças e adolescentes no mundo das drogas, tendo filhos aos 12/13 anos. Crianças cada vez mais agressivas, não quero dizer questionadoras, quero dizer agressivas mesmo, tantas causas para serem defendidas, crianças abandonadas, sofrendo abuso das pessoas que deveriam protege-las, espancadas por pais drogados, alcoolizados, armadas e usadas pelo trafico. E ela está incomodada, se alguém entrega a filha dela um livro onde está escrito que não se deve matar, roubar, enganar, mas se deve amar. Sim temos o velho testamento, mas também temos o novo. E francamente, a escola foi insensata, eu pegaria a doação e trabalharia com ela sim, desde que acrescentasse algo. Neste momento existem cristãos sendo mortos por mulçumanos, um colega nosso teve braços e pernas quebrados e sua língua furada. E proibido de procurar um hospital, pois eles não atendem cristãos. Ora eles usam o alcorão. Ateus tem disseminado idéias que tem causado morte e sofrimento. Não se fala tanto de liberdade, ora e liberdade de deixar entrar o livro que ache que contribua mais para os alunos. Você mesma quer que as pessoas se identifiquem, porque é o seu espaço, e não vai publicar o que não queira. Ou isto é tirar a liberdade do outro? O problema é que estamos como crianças ou adolescentes birrentos cada um querendo impor seu ponto de vista, sem considerar o que pode advir disto. Será que o ideal ateu pode realmente resolver todos os problemas da humanidade? Se eu acreditasse nisso me tornaria agora. Estou cansada e triste com tanta coisa, mas tenho a mais absoluta certeza, que tirar a esperança das pessoas só pioraria tudo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...