Pesquise artigos do blog:

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Fortaleza (By Ivani Medina)




Até que naquele horário a av. Rio Branco não estava muito movimentada. Naquele flutuar de cabeças uma lhe pareceu familiar. Mas quem era? Aquela sensação de déjà vu nunca deixa agente em paz. O outro, percebendo que estava sendo observado, deu de cara com o observador. Ficou confuso a princípio, mas seu temperamento amistoso não o cercou de maiores cuidados. Estava curioso também. Quem era aquele sujeito que o fitava insistentemente? Foram se aproximando, pois caminhavam em sentido contrário, até a um passo de distancia um deles exclamou sorrindo:

 Fortaleza! 

Ainda um pouco atônito o outro respondeu:

Sim. Fortaleza. Caramba, como é que eu não lembrei logo, pensou consigo mesmo.

Vamos tomar um chope? Tá com pressa? 

Não. O que eu tinha a fazer aqui no centro já está feito. Estava só passeando um pouco, pra espairecer, sabe como é, né?

Claro, então vamos lá.

Tem voltado a Fortaleza? Que clima maravilhoso, o melhor do Brasil, pelo que dizem... Aliás, não só.
Acomodaram-se em uma das muitas mesas disponíveis e foram rapidamente servidos.

Verdade. Acabei casando com uma moça de lá.

Sério? Disse quase engasgando com o chope.

Ás vezes a gente estraga tudo assim. Mas vamos indo.

Curioso, ontem eu estava pensando que na vida não existe nada. A gente, movido pelos nossos desejos e ansiedades, vai construindo uma teia de eventos e acaba emaranhado nela. O pior é que, apesar da autoria, não fazemos a menor ideia da sua configuração, pois cada nó e fio estendido assim o foram sem a menor consciência do que estávamos construindo.  Ás vezes até fica bom ou vai dando pra levar. Mas, na maioria dos casos não dá certo. Em qual dos casos você está?

Acho que em todos.

Esse seu humor é um sinal de sanidade. Sorriu solidariamente.

Pode ser. Ás vezes penso que não sou normal.

hahahaha! E quem é normal? Ora, o normal só existe socialmente. É aquele que segue as normas como um cachorrinho amestrado. Cachorro só na hora do cio kkkkkkkk

Vamos tomar mais um?

Vamos. Só mais essa rodada, pois eu tenho que ir. Mais tarde as conduções ficam insuportáveis e terei que responder a um questionário enfadonho quando chegar a casa.

Ih, caramba! Como você deixou ficar assim?

Eu não deixei nada. Aquela cearense é um poço de ciúmes. Mas tem lá as compensações que ainda me prendem a ela. Sabe como é.

Francamente, Amaral, o que pode compensar o desperdício da juventude que nos resta?

Discordo inteiramente e não me chamo Amaral.

Não?

Não. E você se chama Olavo?

Não.

Ora bolas...

Pagaram a conta e cada um tomou seu rumo sem olhar pra trás.


Ivani Medina

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...