Pesquise artigos do blog:

quinta-feira, 3 de maio de 2012

O discriminado e o jurista (by Roger)


Via Teologia Livre(link)

Os samaritanos eram pessoas discriminadas.
Para um judeu, ser chamado de “samaritano” não era nenhum elogio.
O jurista queria saber quem era seu próximo. Quem ele deveria amar?
Talvez estivesse pronto para amar até mesmo seu inimigo, afinal a lei já determinava isso. Poderia amar um cidadão romano, inimigo, dominador; mas nunca passaria por seu coração amar uma gente daquela, de baixo calão, um samaritano.
Um samaritano não estava próximo, não era próximo, e seria bom que permanecesse assim: bem distante. Assim, o jurista jamais precisaria amá-lo.
O problema do samaritano, aos olhos do judeu, é que eles eram parecidos demais com os judeus, só que diferentes. Eles eram israelitas, possuíam a mesma origem, a mesma língua, o mesmo Deus, a mesma religião. Só que o samaritano se separou de Judá, se misturou, adorou outros Deuses.
Eles viviam sob o juízo divino e era bom assim!
Um samaritano era alvo da condenação e não da misericórdia, do juízo e não da graça, do ódio e não do amor.
“Mas qual foi o próximo do homem que caiu nas mãos dos assaltantes?” Pergunta Jesus.
“O samaritano” – responde o jurista. O maldito samaritano é o próximo. Se ele estava distante, ele agora se aproximou, porque ele teve misericórdia de mim quando eu estava na pior.
Porque ele se aproximou, o discriminado é o próximo que eu devo amar. Porque proximidade é uma relação recíproca. Se alguém está próximo de você, não temo como você não estar próximo dele.
Jesus deixa para o jurista uma resposta, respaldada no exemplo de um povo discriminado:
Os próximos são aqueles que estão se aproximando de você.
Ame-os! Siga o exemplo deles!
Não se prenda às pseudo atividades jurídico eclesiástica. Não se engane com a máquina institucional, nem com as questões meramente teóricas.
Encare os desafios práticos de quem está em necessidade, carregue o problema do outro como se fosse seu, use também de misericórdia. Se aproxime também.
“Vá e faça o mesmo”.

2 comentários:

Anja_Arcanja disse...

Perfeita a crônica.

Anônimo disse...

Ótimo texto...

Gostaria de recomendar a leitura dessa postagem aqui: http://exegeseoriginal.blogspot.com.br/2011/09/se-jesus-fosse-pentencostal.html

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...