Pesquise artigos do blog:

sábado, 28 de julho de 2012

O Messias (By Giba)


                                                                                                              By Gilberto Vieiera (Giba)*

 Era uma linda e próspera cidade do interior, onde a agricultura e a pecuária traziam a riqueza da boa vida rural para todos os seus moradores. Estes de boa índole, trabalhadores e de grande fé.

Uma boa notícia chegou a um casal de felizes moradores. Teriam em breve um filho, o primeiro herdeiro, talvez até, o primeiro de muitos.

Criança linda e saudável, criada com o mais puro e sincero amor, educada em colégio particular, administrado por uma instituição religiosa, onde todos os dias uma professora vinha ensinar as glórias de se ter uma vida cristã.

Cresceu entre muitos amigos e familiares, se tornando um rapaz querido e respeitado. Bonito, educado e de sorriso fácil ele logo se tornou uma referência para todos aqueles que o conhecia.

Ótimo aluno, sempre tinha as melhores notas e não se negava a ensinar seus colegas, quando estes sentiam dificuldade em alguma matéria.

Trabalhava com alegria nas terras dos pais e não faltava em nenhum culto dominical.

Sua fama era tanta que até em cidades vizinhas se escutavam histórias de sua conduta e do bom exemplo que era para todos.

Em meados de abril, aos 20 anos de idade, ele proclamou ter recebido a revelação. Sim, Deus o havia contatado e lhe dado uma missão divina, agora ele era o iluminado pastor das ovelhas, o discípulo vivo que veio trazer a redenção e o caminho da vida eterna ao lado de Deus.

A notícia logo se espalhou rapidamente e vieram pessoas de todos os cantos para ouvi-lo. Ele pregava as palavras da revelação em praça pública, onde centenas de pessoas se aglomeravam para ouvir suas palavras.

Ele virou uma referencia entre a fé e os anseios da população daquele lugar.
Lançou livros, criou regras, mudou hábitos. As pessoas lhe procuravam para ouvir seus conselhos e pedir bênçãos.

Ele atendia a todas aquelas pessoas, que formavam imensas filas ao redor de sua casa.

De tempos em tempos vinha uma nova revelação, em forma de profecia, que ele lançava ao povo como parábolas. Todos se encantavam e a fé crescia de forma arrebatadora.

O comercio da região cresceu e prosperou, houve uma farta expansão imobiliária e o prefeito da cidade logo providenciou infra-estrutura para que os visitantes fossem bem acolhidos.

A maior parte da produção local, que antes era vendida para outras cidades, logo passou a abastecer o comercio local, onde nenhum deles dava conta de atender o grande número de clientes diários.

Pensaram a principio na construção de um templo, mas logo alguém alertou que, além do jovem Messias ficar mais alegre quando pregava ao ar livre, o templo teria que ter proporções enormes, como os de uma catedral, para conter todos os fiéis que lhe procuravam e os custos, deste tipo de construção, para eles naquele momento era inviável.

Decidiu-se então que, com a ajuda de todos, comprariam um belo sitio e ali seria o local de pregação. Todos se reuniram, juntaram suas economias, fizeram rifas, bingos, pediram doações.

Enfim conseguiram reunir o dinheiro necessário para comprar o sítio, o melhor da região, bem amplo, bonito, de fácil localização e que o dono fez questão de vender abaixo do valor de mercado, como que para também colaborar com o grandioso projeto.

Todos se reuniram e em mutirão realizaram obras de melhoria, pintando as cercas, plantando muitas flores, aparando a grama, melhorando a iluminação para as reuniões noturnas e deixando dentro da casa vários presentes para seu jovem ídolo.

Depois de tudo pronto, no dia dos pais, todos os moradores da cidade e seus visitantes saíram em romaria, levando o jovem a conhecer seu novo local de pregação, entoando por todo caminho, hinos alegres de louvor e agradecimento.

Todos começaram a freqüentar o local que vivia sempre cheio de pessoas das mais atentas e subservientes.

Em um belo dia de outono, todos ali presentes ouviram a mensagem que finalmente os libertaria de todas as suas angustias e lhes proporcionariam a paz eterna e a recompensa a tanto esperada.

O jovem rapaz anunciou a grande revelação divina:
“- Para Deus, toda riqueza do mundo não tem nenhum valor.
- Todo bem material que vocês juntaram durante suas vidas, apenas serve para corromper seus corações e desagradar ao Pai.
- Aquele que ostenta riqueza não merece entrar no paraíso.
- A verdadeira vontade do Pai é que vocês, os filhos escolhidos para ouvirem a revelação, vendam tudo o que tem e tragam o dinheiro para cá, para que com as notas, façamos a fogueira sagrada.
- Meus irmãos, a revelação final se dará aqui, em trinta dias, a contar de hoje.”

As pessoas que ali se encontravam saíram sem questionar e começaram a vender tudo o que tinham, e no dia combinado, pegaram todo dinheiro que tinham e levaram junto contigo ao sítio.

Após se apresentarem ao messias, cada um pegou seu pacote de dinheiro e arrumando onde seria a grande pira sagrada.

“- Antes de acender o fogo – disse o messias – daremos graças a nosso Deus e tomaremos o néctar sagrado, que preparei segundo as orientações do Pai”.

E assim como recomendado, todos ali presentes tomaram daquela porção.

Aos poucos todas aquelas pessoas foram perdendo suas forças, caindo ao chão e em alguns minutos nenhuma delas estava respirando, pois todas foram envenenadas.

Ao ter certeza de que todos ali haviam morrido, o jovem pegou todo aquele dinheiro que estava empilhado, jogou em seu carro, mudou-se dali e nunca mais se ouviu falar dele.

_____________________________________________________________________________

Apresentando o mais novo colaborador do blog:


Gilberto Vieira, o Giba, é paulistano e mora em São paulo, agnóstico,  radioamador, não gosta de futebol, abomina modinhas, apaixonado por literatura, fotografia e tecnologia, é técnico em sistemas de TV digital, estuda Gestão em TI na UNIP, idealizador e administrador dos blogs CozinhaMasculina.com.br e Gibanet.com




Um comentário:

Paulo Coruja disse...

Não conhecia a verve contista do Giba. conto muito interessante e com os pés na realidade. Um excelente alerta...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...