Pesquise artigos do blog:

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Vida em Liberdade




Pela vida damos graças
Porque veio a nós pelo sopro
Que é a síntese do vento
O símbolo da liberdade
Pois corre por onde quer
No momento em que deseja
Cavalga os ares sem fronteira
De um lado a outro deste planeta
Sem precisar de passaporte
Salvo conduto ou qualquer autorização.
E se a vida é filha do vento
Deve ser livre como o pai
E se somos o invólucro da vida
Não há sentido em se viver
A não ser se for pela liberdade.

Carlos Carvalho Cavalheiro

2 comentários:

Carlos Carvalho Cavalheiro disse...

Olá! Grata surpresa! Obrigado pela divulgação.
Abs,
Carlos Carvalho Cavalheiro.

Gilber†o Ângelo Begia†o disse...

anja que poema lindo!!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...